Sociologia

A ciência dos fenômenos sociais. — A sociologia não é apenas o estudo descritivo das sociedades; estuda também o fato fundamental de que um homem em grupo não tem mais a mesma personalidade que um indivíduo tomado isoladamente: daí advindo os fenômenos de entusiasmo coletivo, de histeria coletiva (cenas de linchamento no sul dos E.U.A.). Existe uma "consciência coletiva" que ultrapassa a consciência individual e que se manifesta em nós através da consciência dos deveres sociais: o dever de se levantar pela manhã para se ir trabalhar (W. James). Essa manifestação específica do espírito social foi analisada por Augusto Comte (que criou o termo sociologia) e sobretudo por Durkheim; William James descreveu os efeitos psicológicos dessa consciência social. Na Alemanha, Simmel, von Wiese e sobretudo Max Weber definiram a sociologia como um estudo dos tipos ideais de condutas sociais.
Na verdade, a sociologia moderna é um estudo das "instituições" sociais e da maneira pela qual são vividas e "praticadas" pelos indivíduos de um determinado grupo. Divide-se em ramos múltiplos, segundo trate-se de estudar agrupamentos particulares de natureza econômica, social, religiosa, moral, ou segundo trate-se da arte, da linguagem, da educação, da etnologia etc. Entretanto, todos esses ramos são unificados pelo fato de que a sociologia estuda os "fenômenos sociais totais" (Mauss), isto é, considera ela os conjuntos irredutíveis que integram todas as atividades sociais particulares: um grupo social representa ao mesmo tempo uma atitude religiosa, uma forma de economia, uma concepção geral da arte, das relações humanas etc. A própria psicologia penetra na sociologia. Em suma, o objetivo da análise sociológica é "compreender" um modo de vida global, através da intuição e do sentimento (Dilthey cerca de 1900, Levi-Strauss atualmente), pois é assim que se atinge a tudo o que é humano. É a compreensão humana que permite fazer a junção entre a teoria e as investigações empíricas, e reencontrar a unidade de uma atitude humana (um "tipo" de vida social) atrás da diversidade das condutas sociais. A sociologia é uma "ciência do homem" e é o homem que ela procura sempre compreender através e além das instituições estabelecidas. [Larousse]

Carácter estatístico das leis sociológicas

O carácter estatístico [das leis sociológicas] permite eliminar inteiramente o famoso conflito teórico do determinismo científico e da liberdade humana. Formular leis sociológicas supõe a existência de um determinismo social: não está este determinismo em contradição com a liberdade humana? Veio a reconhecer-se que este problema é o tipo acabado do falso problema. A liberdade é respeitante à atitude de cada indivíduo: as leis sociológicas só exprimem relações entre conjuntos de indivíduos.

Leis Sociológicas

No entender de sociólogos contemporâneos, a sociologia do século XIX debateu-se num mundo de falsos problemas. Para Georges Gurvitch foram essencialmente os seguintes: 1°, o problema do destino da humanidade, herdado da chamada filosofia da história; 2.°, o das sociologias da «ordem» e do «progresso»; 3.°, o do pretenso conflito entre o indivíduo e a sociedade; 4.°, o da falsa alternativa «psicologia ou sociologia»; 5.°, o do fator dominante; e, finalmente, 6.°, o das leis sociológicas.

Dificuldades da Investigação

A investigação respeitante aos problemas sociais da atualidade levanta três dificuldades importantes: 1.a, a observação tende a modificar a situação observada; 2.a, torna-se muito difícil apreciar as informações de segunda mão; 3.a, cada situação social é essencialmente original, o que torna difícil a comparação e, por consequência, a generalização. Examinemos sucessivamente essas três questões.

Inquérito — Sondagem — Pesquisa

Os princípios do método das sondagens de opinião pública foram expostos frequente e pormenorizadamente. É costume salientar dois: para conhecer as opiniões do público, temos de lhas perguntar no decurso de um interrogatório oral; não é necessário interrogar toda a população, se o fizermos com um número suficiente de indivíduos, convenientemente escolhidos para serem representativos. O esquema clássico da técnica das sondagens é sensivelmente mais complicado. Pode ser decomposto em cinco operações ou fases: 1) Amostragem, técnica da determinação dos indivíduos a interrogar.

Fato Social

A psicologia, que se bifurcara em estudo do comportamento e psicanálise (permita-se-nos esquematizar algo grosseiramente), reunificou-se como ciência da conduta, termo sob o qual se abrangem tanto as reações globais do organismo ao meio como as respostas verbais e simbólicas e toda a rica vivência do sujeito que experiencia.

Sociologia e História

A história situa-se em estratos diferentes, de bom grado diria três estratos, mas é um modo de dizer que simplifica muito. Seria necessário pôr em evidência dez, cem estratos, dez, cem durações diversas. À superfície, uma história dos eventos inscreve-se no tempo curto: é uma micro-história. A meia encosta, uma história da conjuntura desenvolve-se a um ritmo mais largo e mais lento. Até hoje ela foi sobretudo estudada no plano da vida material, dos ciclos ou interciclos econômicos.

Sociologia

Cada indivíduo encontra já formados e como que instruídos [os hábitos coletivos da linguagem, dos costumes, da vida doméstica, econômica, etc.], pois não é o seu autor, visto que os recebe de fora; são, portanto, preestabelecidos. [...] Seria bom que uma palavra especial designasse esses fatos especiais e parece que a palavra instituições é a mais própria. Com efeito, que é uma instituição senão um conjunto instituído de atos ou ideias que os indivíduos encontram ante si e que, mais ou

Sociedade humana

Até que os sociólogos cheguem a um entendimento quanto à definição do objeto do seu estudo, suporemos que a sociologia é o que entendem por esse termo os autores que se intitulam sociólogos; não quer isto dizer que a sociologia não tenha caracteres distintivos, mas apenas que não logrou ainda uma expressão verbal suficiente para os designar. [...] Como as diferentes ciências sociais estudam setores de um mesmo conjunto, setores nem sempre claramente delimitados, a sua separação e a sua classificação não podem deixar de ser arbitrárias e temporárias.