meio

O “meio” deve ser entendido como um conjunto cujas partes estão ligadas entre si, sem solução de continuidade, pois o “vazio” é inconcebível (abominável, segundo Aristóteles). O “meio” reúne relações (ações e reações) entre todos os seres individuais, manifestados neste domínio, simultaneamente e sucessivamente.