Filosofia

Filosofia da Informática

Dentro da Filosofia da Técnica, mais e mais se ensaia uma reflexão mais circunscrita ao campo da informática, enquanto apogeu da Técnica Moderna. A tentativa de se ter uma tecnologia capaz de reproduzir o que seria mais próprio do homem, a razão, instigou a investigação do processo cognitivo mas também do que seja o exercício desta razão no "pensar". Pretensões, reduções, limites, constrições, antecipações são algumas das considerações que serão apresentadas neste exame da emergente filosofia da informática, reunindo estudos e pensadores que contribuem para sua pesquisa.

Desconstrução do SIG

O discurso do SIG é o discurso da representação do mundo. Neste sentido, faz eco à concepção de mundo contemporânea, ou, como diria Martin Heidegger (Caminhos de Floresta, p. 97), se orienta pela metafísica da Modernidade . Metafísica esta que deve ser entendida como a empreitada histórica ocidental que busca a determinação do ser do ente e a da concepção da verdade.

Pensadores da Ciência

Destaque para alguns pensadores que reconhecendo a ontogenia comum da técnica e da ciência modernas investigaram o (pre-)domínio crescente do pensamento dito "científico" na Razão Moderna, apontando eventuais reducionismos e limitações no "pensar". Embora tenhamos indicado o filósofo Heidegger entre os pensadores da técnica, reconhecemos sua imensa contribuição a uma meditação sobre a ciência (algumas citações AQUI).