Agregador

GA56-57:31-33 – axioma

5 dias 10 horas ago

HEIDEGGER, Martin. Vers une définition de la philosophie. Tr. Sophie-Jan Arrien et Sylvain Camilleri. Paris: Seuil, 2017 (ebook)
HEIDEGGER, Martin. Towards the Definition of Philosophy. Tr. Ted Sadler. London: Continuum, 2008
Arrien et Camilleri
Au fondement de tout connaître reposent ainsi (peu importe l'attitude que l'on adopte par ailleurs à l'égard des théories scientifiques et méthodologiques spécifiques) des concepts, des principes fondamentaux et des axiomes derniers, et ce, tant dans les (...)

- Gesamtausgabe / , , ,
Cardoso de Castro

GA19:413-414 – liberar da tradição

5 dias 17 horas ago

HEIDEGGER, Martin. Platão: o sofista. Tr. Marco Antonio Casanova. Rio de Janeiro: Forense, 2012
HEIDEGGER, Martin. Plato's Sophist. Tr. Richard Rojcewicz & Andre Schuwer. Bloomington: Indiana University Press, 1997
Casanova
Aqui também, e ainda hoje e fundamentalmente na fenomenologia, vemos a presença de um romantismo que acredita ser possível alcançar por uma via direta o espaço livre, de tal modo que poderíamos nos desprender em certa medida por um salto da história. O que está em (...)

- Gesamtausgabe / , , ,
Cardoso de Castro

GA9:352-359 – ethos e ontologia

2 semanas 2 dias ago

[HEIDEGGER, Martin. Marcas do Caminho. Tr. Enio Paulo Giachini & Ernildo Stein. Petrópolis: Vozes, 2008, p. 365-371]
Giachini & Stein
Se a humanitas é levada em consideração de modo tão essencial para o pensar do ser, porém, então não será preciso que a “ontologia” seja complementada com a “ética” ? Neste caso, não é totalmente essencial o vosso esforço, um esforço que o senhor expressa na sentença : “Ce que je cherche à faire, depuis longtemps, c'est préciser le rapport de l'ontologie avec une (...)

- Gesamtausgabe / , , , , , , ,
Cardoso de Castro

GA80:37-40 – Wiener - aprender como feedback

1 mês 2 semanas ago
Cardoso de Castro

GA10:75-77 – Ouvir e Ver

1 mês 2 semanas ago

[HEIDEGGER, Martin. O Princípio do Fundamento. Tr. Jorge Telles Menezes. Lisboa: Instituto Piaget, 1999, p. 75-77]
O nosso pensamento deverá agora ter em vista aquilo que na entoação propriamente já foi ouvido. O pensamento deverá ter em vista o audível. Ele tem em vista desse modo o anteriomente in-audível. O pensamento é um acolher que ter em vista. No pensamento desvanece-se-nos o ouvir e ver habituais, porque o pensamento nos leva para um acolher e um ter em vista. Estes são preceitos (...)

- Gesamtausgabe / , , ,
Cardoso de Castro