Técnica - Tecnologia - Informação - Comunicação

Heidegger (QT): O destino do desencobrimento

1) "A essência da liberdade não pertence originariamente à vontade e nem tampouco se reduz à causalidade do querer humano."

2) O mistério do encoberto que sempre se encobre mesmo quando se desencobre é o que liberta. "A liberdade é o que aclarando encobre e cobre, em cuja clareira tremula o véu que vela o vigor de toda verdade e faz aparecer o véu como o véu que vela."

Heidegger (QT): O desencobrimento no pôr da exploração

1) "Que desencobrimento se apropria do que surge e aparece no pôr da exploração? Em toda parte, se dis-põe a estar a postos e assim estar a fim de tornar-se e vir a ser dis-ponível para ulterior dis-posição. O dis-ponível tem seu próprio esteio."

2) A dis-ponibilidade designa esta categoria, este modo em que vige e vigora tudo que o descobrimento explorador atingiu. "No sentido da dis-ponibilidade, o que é já não está para nós em frente e defronte, como um objeto."